A música de Aaliyah deverá chegar às plataformas de streaming já no mês que vem. O anúncio chegou através do Twitter de Barry Hankerson, tio e manager da malograda artista.

Até agora, só a sua estreia no formato longa-duração, “Age Ain’t Nothing But A Number” (1994), estava disponível, já que pertence ao catálogo da Jive Records. No entanto, os restantes dois álbuns de estúdio da artista – “One In a Million”(1996) e “Aaliyah”(2001) – têm sido mantidos longe do circuito digital por Hankerson, que é o presente detentor dos direitos da obra deixada por Aaliyah. Agora, Hankerson explicita que ouviu os pedidos dos fãs e que, finalmente, o trabalho de Aaliyah chegará ao streaming áudio

No ano passado, uma investigação da Fact Mag revelou que parte destas músicas começaram a aparecer no Spotify em versões bootleg, em colectâneas de origem pouco clara, licenciadas por Craze Digital e Rapier Records – dois nomes que não remetem para nenhum dos detentores originais de direitos. 

Aaliyah desapareceu em Agosto de 2001, com apenas 22 anos, num desastre de avião nas Bahamas. Deixou um legado de três álbuns de estúdio e quase trinta singles, sendo ainda hoje considerada uma das maiores estrelas da vaga de R&B dos anos 90, citada frequentemente como influência maior por várias gerações de artistas. O seu catálogo deverá chegar às plataformas de streaming a 16 de Janeiro de 2020, data em que comemoraria 41 anos de idade.

Rute Correia