A Spotify acaba de adquirir a SoundBetter, uma plataforma que funciona como uma espécie de marketplace para contratação de músicos e outros profissionais, como compositores ou engenheiros de som. A aquisição foi anunciada esta quinta-feira pela empresa sueca, tendo sido feita por uma quantia não revelada.

De acordo com a informação publicada pela Spotify no seu blogue oficial, a SoundBetter tem um alcance global, com uma comunidade de 180 mil profissionais espalhados por 176 países e mais de 14 mil cidades pelos vários continentes. A plataforma está já integrada no programa Spotify for Artists, inserida num esforço de desfragmentação do espaço criação musical por parte da marca, numa movimentação virada sobretudo para artistas independentes.

Em Novembro, a Spotify tinha já anunciado a EQL directory, uma base de dados de mulheres profissionais técnicas da indústria musical e de outros universos áudio, como engenharia de som ou sonoplastia. O projecto, desenvolvido parceria com a Soundgirls, uma associação de promoção de igualdade de género viradas para estas indústrias, reúne milhares de entradas de profissionais espalhadas pelo mundo inteiro, alimentado por várias outras associações com objectivos semelhantes. 

Artistas que se queiram registar na SoundBetter ou na EQL podem fazê-lo nos respectivos sites.

Rute Correia