Destaque de Rute Correia

“Athena” vai buscar o seu nome à deusa grega da civilização, da sabedoria, da justiça e das artes numa espécie de devoção aspiracional a esta multiplicidade de universos – tão necessária aos nossos dias. Entre os acordes de violino e a densidade de sonhos que ficaram por cumprir, Sudan Archivesalimenta paisagens de tons cinematográficos. Feita princesa guerreira dos tempos modernos, digladia-se com influências de paragens longínquas e deixa que as estórias musicais de África se recontem à custa do seu arco e da sua voz. Sem dúvida uma das estreias mais ricas do ano e insistência obrigatória para quem procura tendências sublimes, mas viscerais.